colecções disponíveis:
1. Lendas de Sintra 2. Sintra Magia e Misticismo 3. História de Sintra 4. O Mistério da Boca do Inferno 5. Escritores e Sintra
6. Sintra nas Memórias de Charles Merveilleux, Séc. XVIII 7. Contos de Sintra 8. Maçonaria em Sintra 9. Palácio da Pena 10. Subterrâneos de Sintra 11. Sintra, Imagem em Movimento


sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Sintra no Cinema, em Controvérsia: Dois Filmes de Jesus Franco (Jess Franco)




© Pesquisa e texto: O Caminheiro de Sintra


The Devil Hunter, tendo usado Sintra
como pano de fundo

    The Devil Hunter é um filme de 1980, de Jesus Franco, que já antes tinha utilizado Sintra no seu filme Cartas de Amor de uma Freira Portuguesa. Um filme de terror, repleto de cenas de nu - quase podendo dizer-se que se trata de um exibicionismo desmedido -, controverso, e que durante vários anos (até 2008) integrou a lista DPP (Director of Public Prosecutions) estabelecida pela dita entidade no Reino Unido e abrangendo a Commonwealth, que se regia pelo reconhecimento de ofensas criminais - neste caso, relacionadas com o cinema. As zonas de Sintra reconhecidas no filme, integram o Parque de Monserrate, e a Ermida de Monserrate, controversamente utilizada.

The Devil Hunter, de Jesus Franco, excerto captado na Ermida de Monserrate
    
    A apresentação de qualquer trecho em vídeo do filme The Devil Hunter não foi possível, visto o conteúdo desse não se adequar aos princípios pelos quais se rege O Secreto Palácio de Sintra.

Cartas de Amor de Uma Freira Portuguesa, com Ana Zanatti na capa,
tendo utilizado entre outros, o quarto de D. Afonso VI no Palácio da Vila
    Em Cartas de Amor de Uma Freira Portuguesa, de 1977, Jesus Franco utiliza o erótico para empolar as cartas da freira portuguesa do Convento de Nossa Senhora da Conceição em Mértola, Mariana Alcoforado (1640-1723), para o francês Nöel Bouton, conde de Saint-Léger e marquês de Chamilly, na altura com os franceses ajudando Portugal contra a invasão do exército espanhol no Alentejo.
   
Cartas de Amor de Uma Freira Portuguesa, trecho captado no
Paço Real de Sintra (Palácio Nacional de Sintra), no Adro da Capela
    O filme ficou completo em 1975, mas passou por uma série de processos de censura, até que foi finalmente editado em 1977. Foram utilizados vários locais em Portugal para a rodagem do mesmo, onde se inclui o Mosteiro dos Jerónimos, o Palácio do Conde de Castro Guimarães em Cascais, e o Paço Real de Sintra, vendo-se também ao longe num vislumbre no filme, o Castelo dos Mouros.


o excêntrico Palácio dos Condes de Castro Guimarães ou Palácio O'neill,
projectado por Luigi Manini para Jorge O'neill, em cuja propriedade se situa
também a Capela de D. Sebastião, igualmente utilizada para
Combat d'Amour en Songe, de Raoul Ruiz
    No excerto em vídeo de Cartas de Amor de Uma Freira Portuguesa apresentado no fim deste artigo, pode ver-se o quarto de D. Afonso VI, e o Adro da Capela no Paço Real de Sintra (nas traseiras e defronte das instalações da GNR, no exterior do Palácio mas junto à parte da capela).

Um Castello da Edade Media - 1882
desenho de Luigi Manini, onde se notam traços do
Palácio O'neill / Palácio do Conde de Castro Guimarães, e da Quinta da Amizade, de
Victor Sassetti (Manini projectou também a Quinta da Regaleira e os interiores do Chalet Biester)
    Podem também ser vistos, o Palácio do Conde de Castro Guimarães (também conhecido como Palácio O'neill), brilhantemente projectado por Luigi Manini para Jorge O'neill em 1897, a Capela de São Sebastião na mesma propriedade em Cascais, e o Coro Alto do Mosteiro dos Jerónimos. 


José Viana, em publicidade da Valentim de Carvalho,
editora do seu disco onde para além do conhecido tema Zé Cacilheiro,
constava também O Trem de Sintra

    De actores, destaque para Ana Zanatti, Vítor Mendes em tenra idade, e o saudoso José Viana. De mencionar também num aparte, que José Viana depois da peça de teatro de revista de 1966, Zero, Zero, Zero, Ordem Para Matar - que o catapultou para o estrelato - teve os êxitos musicais da mesma editados pela Valentim de Carvalho em disco, nos quais para além do conhecido Zé Cacilheiro se incluía também o tema O Trem de Sintra.



ADVERTÊNCIA: Cartas de Amor de Uma Freira Portuguesa foi classificado em Portugal como sendo M/18, e o trecho apresentado contém algumas imagens de nudez


© O Caminheiro de Sintra


Colecção Sintra, Imagem em Movimento:
::: Sintra e Seus Arredores em 1922
::: Sintra em "A Canção de Lisboa", em 1933
::: Sintra no Cinema I
::: Sintra no Cinema II
::: Sintra no Cinema III
::: Sintra no Cinema, em Controvérsia: Dois Filmes de Jesus Franco
::: Sintra nos Anos 40 do Século XX - "Ameaça!"
::: Sintra nos Anos 50 do Século XX
::: Sintra em 1954
::: O Mistério da Estrada de Sintra - Sintra no Cinema
::: The Ninth Gate - A Nona Porta - Sintra no Cinema
::: Reportagem Cinegráfica de A.C. de Macedo - Sintra em 1926
::: "Em Cintra" - ano de 1926 por Artur Costa de Macedo
::: Drácula em Sintra (Jess Franco)
::: Combat d'Amour en Songe - Raoul Ruiz e Sintra (Quinta da Regaleira)
::: Filmografia de Sintra: de 1897 a 1960
::: Filmografia de Sintra: de 1961 a 2012

2 comentários:

  1. ..caro caminheiro, após consultar o post “Filmografia de Sintra: de 1961 a 2012” reparo que para o ano de 1973 não se encontra mencionado o filme de Franco “A Virgin Among the Living Dead” aka “Christina, princesse de l'érotisme”, com várias cenas filmadas em Monserrate, que pessoalmente considero ser um dos mais atmosféricos da sua longa filmografia, sem dúvida um dos meus preferidos..
    ..se este já estiver mencionado algures no seu levantamento SINTRA, IMAGEM EM MOVIMENTO, peço desculpa pela minha falta de atenção, se não, espero ter sido de alguma forma útil para o seu excelente trabalho..
    .p.

    ResponderEliminar
  2. Caro Arleqvino,


    que grande contributo acabou de dar, o que muito, mais que muito lhe agradeço!

    É que para além do "A Virgin Among the Living Dead", tentei ver que mais poderia existir de Jess Franco rodado em Sintra, e por entre planos apertados e imagens baças, descobri que faltavam ainda:

    - La Maldición de Frankenstein, 1972
    - Drácula Contra Frankenstein, 1972
    - La Fille de Dracula, 1972
    - Voodoo Passion / Call of the Blonde Goddess / Ruf Der Blonden Göttin, 1977
    - Cecilia / Aberraciones Sexuales de una Mujer Casada, 1980
    - Sinfonía Erótica, 1980

    Já acrescentei estes, bem como o que indicou, na Filmografia de Sintra. Apenas não consegui perceber se o "Les Demons" tem algum trecho em Sintra - sei que tem no Palácio O'neill, o qual é recorrente nos filmes de Jess Franco - mas pela lógica e cruzando filmes com localizações e datas, a probabilidade desse ter também um excerto em Sintra é extremamente grande.

    Com estes novos dados e alguns pormenores extremamente interessantes que pude observar nesta rápida pesquisa, é provável que surja mais um novo item na collecção "Sintra, Imagem em Movimento" sobre os filmes de Jess Franco. Como disse, vi pormenores deveras - deveras! - interessantes.

    Uma vez mais, o meu imenso agradecimento à sua informação, que impulsionou o que outros no futuro poderão do passado de Sintra ler e observar.


    Com os melhores cumprimentos

    O Caminheiro de Sintra

    ResponderEliminar

Caríssimo(a),

por favor sinta-se à vontade para aqui escrever aquilo que agora pensa ou sente.

Ver-nos-emos em breve, sem disso sabermos.

O Caminheiro de Sintra